Sistema de Gestão Integrado

Entenda qual o melhor sistema de gestão para sua empresa

Encontre a solução ideal para o seu negócio

Entenda qual o melhor sistema de gestão para sua empresa

Os sistemas Resulth da ATS acompanham o crescimento das atividades da sua empresa. São sistemas integrados, de rápida implementação, fácil utilização e excelente custo-benefício.

Solicite um orçamento

Encontre a solução ideal para o seu negócio

Entenda qual o melhor sistema de gestão para sua empresa

Agilize e simplifique as operações da sua empresa com as soluções ATS. Elas vão ajudar você nos principais desafios do dia a dia da sua gestão.

Solicite um orçamento
BLOG

Guia rápido: datas promocionais de 2020

Tempo de leitura: 6 minutos
Veja como preparar sua loja para as datas promocionais que mais geram faturamento e vendas para o varejo brasileiro. O varejo já está fechando a […]
Guia rápido: datas promocionais de 2020
Equipe ATS
Equipe ATS
Tempo de leitura: 6 minutos

Veja como preparar sua loja para as datas promocionais que mais geram faturamento e vendas para o varejo brasileiro.

O varejo já está fechando a conta e passando a régua nas vendas de 2019. Com o consumo ensaiando uma retomada aos níveis pré-crise, os empresários mais atentos aproveitaram cada oportunidade para vender mais e aumentar o valor de cada venda. Para aproveitar esse impulso, preparamos um pequeno guia voltado aos empreendedores varejistas que querem superar seus próprios resultados no próximo ano.

A lista abaixo está dividida em feriados nacionais e datas comemorativas. Veja quais foram os resultados do comércio em 2019, o que esperar para 2020 e como preparar a sua loja para vender mais.

As melhores datas promocionais para o varejo em 2020

25 de fevereiro: Carnaval

É comum ouvir que, no Brasil, o ano só começa após o carnaval. A festividade tradicional que ocorre em todas as regiões — com mais intensidade no Sudeste — também é uma oportunidade para a realização de promoções no varejo.

Uma sondagem da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) indica que 62% dos brasileiros pretendem pular carnaval em 2019 e 39% planejam viajar. O gasto médio dos consumidores deverá chegar a R$ 634.

Os produtos mais procurados incluem carnes e itens para churrasco (40%), cerveja (49%), refrigerantes (42%), sucos e energéticos (46%) e refeições fora do lar (49%). Lojas de fantasias devem comercializar roupas para 28% dos foliões. Um dos segmentos que mais fica aquecido é o turismo, por conta do feriado prolongado e da estação propícia para visitar praias e pontos turísticos — o que também movimenta o varejo nessas cidades.

15 de março: Dia mundial do consumidor

O consumo é tão importante para as relações na sociedade moderna que foi criado um dia só para ele no mundo inteiro. O Dia do consumidor foi instituído nos EUA pelo então presidente John Kennedy em 1962 para ressaltar quatro direitos fundamentais das pessoas que compram: segurança, informação, escolha e voz.

Algumas décadas depois, a ONU instituiu o dia 15 de março como data em homenagem ao consumidor no ano inteiro. O comércio, é claro, não poderia deixar de aproveitar essa oportunidade. Mais do que uma chance de vender mais produtos, oferecer descontos e aumentar as vendas, as ações do Dia do consumidor devem servir para posicionar a loja ou marca como empresa que respeita os seus clientes.

Hoje, o consumidor fala muito mais alto do que na época de Kennedy por conta da internet e das ferramentas sociais. Por isso, é importante mostrar que seu negócio é responsável e digno da confiança da clientela.

No Brasil, a data ganhou viés comercial em 2013 e se transformou na Black Friday do início do ano. Números da Criteo indicam que o crescimento sazonal foi de 65% nas vendas de março na comparação com o mês anterior, tanto em 2018 quanto em 2019.

12 de abril: páscoa

Aqui, o consumo se concentra em pescados e derivados do cacau, certo? Sim. Ovos de chocolate, em especial, ainda atraem a preferência dos consumidores — não à toa, algumas semanas após o carnaval, já é possível entrar em supermercados abarrotados com o produto. A CNDL aponta que, em 2019, quase 80% dos entrevistados na sondagem anual iriam adquirir um ovo de páscoa.

A entidade também apontou que, entre os dias 14 e 20 de abril de 2019, houve um aumento nas vendas a prazo de 1,29% puxadas pelo feriado. Os principais itens comercializados no varejo foram, além dos ovos industrializados (61% de intenções de compra), caixas de bombons (50%), ovos artesanais (38%), barras de chocolate de marca (33%) e caseiros (25%), colombas pascais (13%) e vinhos (13%).

Apesar de ter uma vocação menos turística do que o carnaval, o feriado de Páscoa tem uma dimensão religiosa, o que também aquece o turismo e o varejo em algumas cidades, em especial naquelas mais afastadas das capitais.

10 de maio: dia das mães

Depois do Natal, essa é a data mais esperada do ano pelos varejistas, em especial aqueles que têm lojas de rua ou em shoppings. O Dia do consumidor e a Black Friday são turbinados com as vendas online, mas o varejo físico se supera no Dia das Mães.

A CNDL indicou, na prévia da data de 2019, que 78% dos consumidores pretendiam ir às compras e desembolsar até R$ 24,3 bilhões. Os produtos mais procurados incluem roupas, calçados e acessórios de moda (com 42% da preferência dos consumidores), itens de perfumaria (36%), cosméticos (23%) e chocolates (19%).

Produtos mais caros, como eletrônicos, que geralmente têm apelo em outras datas comemorativas, vendem menos no Dia das Mães, porém ainda sustentam um alto faturamento. Celulares e outros eletrônicos têm a preferência de 10% dos clientes, enquanto os eletrodomésticos têm 8%.

12 de junho: dia dos namorados

O Dia dos namorados, no Brasil, foi instituído como data puramente comercial. Diferente do Dia de São Valentim, comemorado no exterior no mês de fevereiro, que tem origem religiosa, o 12 de junho foi feito para o comércio vender. E muitos casais buscam materializar o afeto por meio do consumo.

Banners reposição de estoquePowered by Rock Convert

Em 2019, a CNDL previu que seis em cada 10 consumidores fariam alguma compra para celebrar a data com o parceiro(a), movimentando R$ 12,5 bilhões. Apesar de ser quase um terço do dinheiro injetado no varejo ao longo do Dia das mães, a data segue importante no calendário do comércio.

Novamente, o vestuário domina a preferência, com 30% dos respondentes indicando que pretendia adquirir uma peça de roupa; perfumes, maquiagens e cosméticos estavam na lista de 19%, enquanto lingeries e roupas íntimas foram apontados por 18% dos entrevistados na intenção de compra.

9 de agosto: Dia dos pais

Presentear os pais é uma tradição tão presente nas relações familiares dos brasileiros quanto comprar uma lembrança para as genitoras. Embora a celebração no segundo domingo de agosto não movimente tanto o comércio quanto o Dia das mães, há uma grande expectativa do varejo.

Segundo a CNDL, em 2019, 67% dos consumidores tomaram as lojas para comprarem presentes para os pais, gastando, em média, R$ 190. No total, o faturamento previsto para o comércio na data foi de R$ 20 bilhões — uma cifra nada desprezível. Roupas (52%), perfumes (36%), calçados (30%) e acessórios de vestuário (26%) dominaram a preferência do público.

Para ficar com uma fatia desse bolo, o lojista precisa investir em uma comunicação de apelo familiar, assim como no Dia das mães. Ações tanto no ponto de venda quanto nos canais digitais da empresa são necessárias para aproveitar todo o potencial da data e ampliar o faturamento.

15 de setembro: dia do cliente

Não se trata de um erro do texto, amigo leitor. Além do Dia do consumidor, data celebrada mundialmente, no Brasil há o Dia do cliente. A data foi lançada oficialmente no Rio Grande do Sul em 2003 e já é celebrada em boa parte do país, proporcionando bons números de vendas e faturamento.

No mais, não há tanta diferença. As marcas e lojas podem realizar ações promocionais de valorização dos seus consumidores visando a fidelização e retorno de clientes antigos para que façam novas compras. Não esqueça que a satisfação irrestrita do freguês é superior a qualquer slogan ou mensagem de agradecimento.

12 de outubro: dia das crianças

Ninguém resiste a comprar um produto que os filhos desejam tanto. Segundo a Serasa Experian, entre 5 e 11 de outubro de 2019, as vendas no comércio tiveram uma alta de 1,7% em relação ao mesmo período do ano passado, superando inclusive o Dia das Mães, Dia dos Namorados e Dia dos Pais.

Para o varejo de brinquedos, a data é crucial para os resultados financeiros do ano e funciona, também, como um indicador prévio das vendas natalinas. Como os pais muitas vezes levam os filhos para as lojas, vale a pena investir em ações no PDV para atrair a atenção dos pequenos consumidores.

27 de novembro: Black Friday

Ela chegou no calendário brasileiro no início da década, com ênfase em e-commerce, mas logo se consolidou no calendário do varejo amplo de maneira definitiva. A Black Friday é uma das datas mais aguardadas pelos lojistas e serve como uma ponte para as vendas no Natal.

Em 2019, a CNDL apontou que 21% dos empresários de varejo e serviços planejavam lançar campanhas de desconto para atrair novos consumidores com uma média de descontos da ordem de 24%. O clima de otimismo com as vendas e a dissipação do mito de que as vendas na Black Friday prejudicam o comércio no período natalino atraem cada vez mais lojistas.

Como já indicamos em outro post, promoção não é desconto. Antes de sair cortando os preços, tenha uma estratégia para ampliar suas vendas e enfatize outros aspectos do seu produto ou serviço.

25 de dezembro: Natal

Tradicionalmente, é a melhor data do ano para o varejo nacional. Todos os setores esperam uma alta nas vendas no fim do ano. Mesmo o advento da Black Friday, há quase uma década, não arrefeceu o ânimo do consumo no período natalino. É nessa época do ano que os trabalhadores recebem bonificações e o décimo terceiro, o que ajuda a injetar mais dinheiro na economia.

Em 2019, a CNC estima uma movimentação de aproximadamente R$ 34,5 bilhões em decorrência do feriado cristão, 2,8% a mais do que no ano anterior. Só de empregos temporários para dar conta da demanda, a entidade prevê a abertura de 76,5 mil novos postos.

Entre os setores mais beneficiados estão os supermercados (R$ 12,3 bilhões), varejo de vestuário (R$ 8,3 bilhões) e artigos de uso pessoal e doméstico (R$ 5,2 bilhões). Apenas esses segmentos representam 75% do total da expectativa de vendas em 2019.

Datas promocionais são de extrema importância para os bons resultados financeiros no varejo. Mas, para aproveitá-las ao máximo, o lojista não pode simplesmente abrir as portas e esperar a boa vontade dos clientes em gastar dinheiro: é necessário investir em comunicação, marketing e em processos e sistemas de vendas confiáveis.

Quer saber como gerenciar suas promoções e turbinar as vendas? Saiba como um sistema de gestão integrado pode te ajudar. Baixe agora o ebook Gestão do Varejo e conheça os 4 pilares do ERP.

COMUNIDADE ATS

Junte-se a mais de 25 mil profissionais de PMEs

Receba dicas e materiais exclusivos para melhorar a gestão de PMEs. Faça parte da comunidade.
Enviar um Whatsapp
1
Quer falar com um consultor?
Olá, como podemos te ajudar?
Powered by