Moda e Vestuário: veja os principais desafios do setor

Moda e Vestuário: veja os principais desafios do setor

12/06/2019

O setor de moda e vestuário é um dos que mais movimentam a nossa economia. Apesar da crise que dificultou o crescimento de vários lojistas e confecções, a partir de 2018 muitos empresários notaram uma retomada discreta.

Os números do setor, contudo, são bastante expressivos. De acordo com os dados do IEMI (Inteligência de Mercado), em 2018 havia mais de 149 mil postos de venda de varejo de moda no país – e em 2017 o setor movimentou R$ 220 bilhões em receitas anuais, o que significou um crescimento de 8% em relação ao ano anterior.

Mas quem trabalha na área sabe que, apesar desses números, nem tudo são “flores” e existem muitos desafios e dificuldades que precisam ser superados. Quer entender melhor o segmento de moda e vestuário e destacar o seu negócio? Continue a leitura!

Quais os principais desafios do segmento de moda e vestuário?

O mercado da moda e vestuário é bastante amplo, já que conta com lojas diversas de varejo (como as especializadas apenas em moda, as multimarcas e as lojas de departamentos). Além delas, ainda existem as confecções de setores variados como moda adulto, feminina e masculina, infantojuvenil, moda praia, moda íntima etc.

Por tanta diversificação, os desafios podem ser maiores ou menores para cada segmento, assim como podem existir algumas dificuldades mais comuns a determinadas áreas do que para outras.

De uma maneira geral, podemos citar os mais comuns como:

Competição interna acirrada

Com um número tão grande de empresas (tanto lojas como confecções), é inegável que a concorrência no segmento de moda e vestuário é extremamente acirrada. E, de acordo com os profissionais da área, isso vai muito além do que apenas a busca por preços melhores.

Hoje os consumidores estão muito mais exigentes e desejam que os pontos de venda ofereçam excelente ambientação, ótimo atendimento, variedade de produtos, inovação contínua e designs diferenciados.

Concorrência internacional

Como se não bastasse a grande competição interna, de uns anos para cá os empresários do setor ainda tiveram que lidar com o aumento da demanda dos produtos internacionais, especialmente do mercado asiático.

Preços extremamente baixos e a facilidade para importar esses itens pela internet fizeram com que muitos gestores tivessem que repensar seus produtos e marcas, para conseguir acompanhar a concorrência e entregar qualidade com preço acessível aos clientes finais.

Movimentação do mercado

O mercado da moda e vestuário muito provavelmente é um dos que mais se transforma. Em apenas um ano, existem marcas que lançam até 9 coleções, tornando complicado tanto para as confecções lidarem com esses gastos extras como para os lojistas escoarem todos esses produtos.

Diante da crise que o Brasil enfrentou, muitas marcas começaram a “enxugar” o número de coleções, visando diminuir os gastos de confecção e logística de entrega. Contudo, ainda é preciso continuar inovando. Afinal, os clientes estão cada vez mais antenados (principalmente graças à internet) e desejam encontrar novidades nas lojas e nas coleções das marcas que consomem.

Sustentabilidade

A sustentabilidade é um termo que está em alta. E muitos consumidores passaram a rever seu relacionamento com as marcas, optando por aquelas que impactem menos o meio ambiente.

O setor de moda e vestuário ainda é um dos que causa grande impacto à natureza, em especial aqueles que usam couro não ecológico e jeans (que consome muita água na sua fabricação).

Por isso, algumas marcas já têm buscado maneiras mais sustentáveis de produzir suas coleções, respeitando às exigências dos consumidores e favorecendo o desenvolvimento sustentável.

Aumento do custo da matéria-prima e do dólar

Há alguns anos, o dólar era cotado a R$1,80. Hoje esse valor está quase 70% maior. Isso significa mais gastos com maquinários, matérias-primas importadas e outras tecnologias, tornando difícil para muitas confecções.

Nesse sentido, muitas indústrias nacionais têm investido na compra de maquinários e matéria-prima brasileira, barateando a produtividade. Vale salientar que hoje o mercado nacional está muito bem equipado e não deixa a desejar em termos de qualidade para os produtos importados.

Transformação do comportamento do consumidor

Por último, não podemos deixar de citar as alterações no comportamento do consumidor – algo sentido por empresários de vários setores.

No ramo da moda e vestuário, o que se nota é que os consumidores estão mais “globais” e “antenados”, graças à internet e a ascensão de blogueiras de moda e influenciadores digitais.

Assim, é muito fácil ficar por dentro do que está acontecendo nos principais mercados da moda como Milão, Paris, Nova Iorque e Londres, por exemplo, exigindo cada vez mais criatividade e inovação dos empresários para acompanharem todas as tendências.

A internet também fez com que os clientes passassem a ter mais informações sobre os produtos e marcas que consomem, o que, claro, tornou imperativo a busca por uma comunicação mais ética e por meios de produção dentro da exigências legais, morais e ambientais.

Como superar esses desafios e destacar o meu negócio?

Frente a tantos desafios, vários empresários se sentem preocupados. Afinal, como superá-los e destacar o seu negócio?

Criatividade e inovação continuam sendo extremamente importantes, buscando saídas e adaptando o seu negócio às novas exigências dos consumidores. Se comprar matérias-primas internacionais anda complicado, por exemplo, várias marcas passaram a se reinventar, usando itens puramente nacionais, trazendo um apelo maior à sustentabilidade e ao fortalecimento das culturas locais, conquistando um novo público.

Além disso, se faz imperativo a busca da gestão mais eficiente, reduzindo os custos e os desperdícios, otimizando os processos internos e tomando decisões baseadas em dados reais do seu negócio.

Nesse sentido, a tecnologia é uma excelente aliada, especialmente os sistemas de gestão. Com eles, grandes e pequenos negócios podem ter mais controle sobre suas movimentações e departamentos, integrando setores, automatizando tarefas, reduzindo o desperdício e tornando suas empresas mais lucrativas.

Não existe como, por exemplo, uma empresa se manter no mercado atual sem ter um controle exato do seu financeiro e do setor fiscal. Um bom sistema de gestão consegue automatizar várias demandas, garantindo que o seu negócio estará em dia com o Fisco e evitando multas e outros imprevistos que podem influenciar negativamente no seu caixa.

Até aqui, você pode perceber que vários desafios que podem acabar dificultando o crescimento dos negócios na área de moda e vestuário. Por isso, compreender muito bem o setor e as exigências dos seus consumidores é importante, mas além disso é fundamental cuidar de forma adequada da sua gestão, enxugando os custos e otimizando seus processos internos, de modo a favorecer o crescimento da sua empresa, mesmo com tempos difíceis.

 Você gostou deste conteúdo? Está em busca de um sistema de gestão para a sua empresa? Entre em contato com a ATS Informática e saiba mais sobre nossas soluções!