Autopeças: saiba quais os principais desafios do setor

Autopeças: saiba quais os principais desafios do setor

05/07/2019

O setor de autopeças tem sido muito importante na economia brasileira, com bons resultados que motivam cada vez mais novos empresários a atuarem na área.

De acordo com os dados do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores, Sindipeças, entre 2017 e 2018 houve um crescimento acumulado de 42,7% - um resultado muito positivo se compararmos com o decréscimo de quase 26% que aconteceu entre 2014 e 2016.

Dentro do que chamamos de “autopeças”, existem inúmeras possibilidades de atuação que vão desde a produção de itens utilizados em toda a cadeia automotiva até a venda desses produtos – área que, de acordo com o Sebrae, corresponde a quase 70% do faturamento total do setor.

Mas, é claro que, ainda que o segmento de autopeças tenha trazido excelentes resultados nos últimos anos, existem muitos pontos que precisam ser melhorados. Se você trabalha nessa área ou é empresário do ramo de autopeças, continue a leitura e entenda os principais desafios do segmento e veja dicas para superá-los!

Quais os principais desafios do segmento de autopeças?

Como dissemos na introdução, ainda que o crescimento do setor de autopeças tenha sido significativo nos últimos anos, existem alguns desafios que precisam ser superados para que o empresário da área consiga se destacar. Veja os principais.

Concorrência

A concorrência é um desafio que aparece em muitos segmentos. No setor automotivo isso não é diferente, principalmente com os bons resultados dos últimos anos que motiva novos empresários a investirem na área.

Além da concorrência interna, contudo, com a expansão da internet e a facilidade de comprar itens em sites estrangeiros, muitos gestores precisam lidar com a concorrência internacional, sobretudo de países asiáticos, que conseguem exportar peças e produtos com preços menores.

Tudo isso faz com que haja uma maior “guerra de preços”, levando o empresário a repensar suas ações de marketing e até as margens de lucro. Mais do que focar em preço baixo, contudo, é essencial se atentar à qualidade das peças comercializadas, oferecendo uma experiência de consumo diferenciada – e destacando o seu negócio.

Mão de obra especializada

Especialmente o setor de vendas é o que mais sofre com esse desafio. Afinal, para ser um bom vendedor é preciso ter muito conhecimento técnico sobre a área, compreendendo as indicações de cada peça e também conseguindo analisar os perfis diferentes dos consumidores, de maneira a oferecer uma assistência completa.

Nem sempre o gestor consegue encontrar mão de obra qualificada e experiente na área. Por isso, em muitos casos, é importante que a empresa ofereça treinamentos aos seus colaboradores, tanto na parte técnica das autopeças como em estratégias de venda.

Uma mão de obra qualificada é de suma importância na hora de diferenciar o seu negócio, já que o atendimento do vendedor no ponto de venda é capaz de surpreender positivamente o cliente e ainda favorecer a fidelização – um item primordial em mercados competitivos.

Logística e Infraestrutura

O Brasil possui dimensões continentais, mas infelizmente o setor de transportes ainda sofre na hora de escoar a produção. Isso significa fretes mais caros e, lógico, dificuldade em precificar os produtos.

Sem bons portos, ferrovias e rodovias, é muito difícil que a indústria automotiva esteja integrada aos pontos de venda. Isso pode causar atrasos, complicação na entrega e valores finais de produtos bastante altos, dificultando a concorrência.

Infelizmente para superar esse desafio é necessária a participação do governo em todas as esferas, melhorando a infraestrutura viária do país.

Alterações no comportamento do consumidor

Por último, não podemos deixar de citar as alterações no comportamento do consumidor que estão afetando inúmeros setores, inclusive o de autopeças.

O que se nota, atualmente, é uma tendência ao imediatismo. Além, é claro, de os clientes estarem muito mais bem informados sobre cada produto, marca, usos e aplicações.

Por isso, esses “novos” consumidores não desejam mais um vendedor que seja apenas um “tirador de pedidos” ou que “empurre” qualquer item. É preciso que esses profissionais trabalhem como consultores, ajudando a tirar as dúvidas dos clientes, explicando o funcionamento de cada item, auxiliando na comparação de marcas etc.

Outra tendência que o setor de autopeças tem visto atualmente é o aumento do número de lojas virtuais. Muitas lojas trabalham com formatos físicos e virtuais, aumentando ainda mais o seu poder de alcance. É claro que, para atuar nesse sistema, é fundamental ficar de olho na questão da logística, garantindo a entrega rápida e de forma segura às localidades atendidas pelo seu site.

Como superar esses desafios e destacar o meu negócio?

Como você viu são muitos os desafios do setor de autopeças. Para superá-los é importante acompanhar a evolução do mercado e as alterações dos seus consumidores. E, ainda, oferecer a essas pessoas uma excelente experiência de compra e, claro, contando com os produtos e marcas que elas desejam.

O aumento da concorrência e as necessidades mais imediatistas dos consumidores, contudo, fazem com que os empresários do segmento necessitem cuidar melhor da sua gestão.

Se você quiser ter uma empresa competitiva é essencial que todos os seus departamentos estejam alinhados e a vida financeira do seu negócio esteja saudável. Isso significa ter controle de todos os processos internos, da parte fiscal, do fluxo de caixa, da gestão ágil de estoque  e da análise dos relatórios gerenciais.

Para conseguir isso, investir na tecnologia é indispensável, sobretudo em sistemas de gestão que ajudam a automatizar processos e oferecem mais controle aos gestores, com dados reais do seu negócio, tornando a tomada de decisões mais estratégica.

Os sistemas de gestão devem integrar a rotina de empresas de todos os portes, garantindo um gerenciamento correto de todos os setores do seu negócio e uma visão sistêmica da sua empresa, favorecendo o crescimento sustentável, melhorando a precificação dos produtos, automatizando tarefas rotineiras e tornando suas equipes mais produtivas e eficientes.

Depois de ler este conteúdo, ficou claro quais são os principais desafios do segmento de autopeças e como superá-los? Se você ainda não conta com um sistema de gestão empresarial ou deseja implementar uma tecnologia mais adequada ao seu negócio, entre em contato com a ATS Informática e saiba sobre nossas soluções específicas para o setor de autopeças!