Conheça e priorize suas metas financeiras através do Balanço Patrimonial

Conheça e priorize suas metas financeiras através do Balanço Patrimonial

31/08/2015

Quando o assunto a ser tratado em uma empresa diz respeito às finanças, boa parte da discussão é focada no balanço patrimonial, e quais são as ações necessárias para que este se mantenha equilibrado. O grande desafio nesse caso é como manter a viabilidade de um negócio e cumprir as metas relacionadas em um país com tamanha instabilidade financeira. No post de hoje, falaremos a respeito disso sob o aspecto do balanço patrimonial. Acompanhe e saiba mais!

O que é o balanço patrimonial?

Trata-se de uma demonstração contábil apresentada de forma quantitativa e qualitativa, e qual é a posição financeira e patrimonial de um negócio em um intervalo de tempo. Muitíssimo importante para todas as tomadas de decisões referentes à empresa, funciona como uma espécie de “fotografia” do empreendimento demonstrando todos os bens, deveres e direitos em determinado período.

O balanço patrimonial é formado por três elementos:

  • Ativos: são os bens e direitos de uma empresa capazes de gerar fluxo de caixa. Trata-se das contas a receber, despesas pré-pagas, terrenos, estoques, veículos, equipamentos e, inclusive, bens intangíveis, como, direitos autorais, ações, etc.
  • Passivo: são as obrigações que o empreendimento possui, englobando as contas a pagar, hipotecas, juros devidos, e tudo o que é compreendido como despesa.
  • Patrimônio Líquido: é a diferença entre os ativos e os passivos. Ou seja, é o que o empreendimento realmente possui em caixa.
O balanço patrimonial permite avaliar vários aspectos, como a liquidez financeira, estoques e cálculo de dívidas, sendo útil como um comparativo para os itens descritos a respeito do impacto deles para o negócio, assim como a projeção de queda ou crescimento em determinados períodos.

Como o balanço patrimonial auxilia na priorização de metas

Analisar o orçamento permite que você saiba exatamente para onde está indo o dinheiro de seu empreendimento no que diz respeito às despesas, facilitando a revisão do que tem sido gasto e desta forma decidir como contê-las. Mas como saber se as dívidas estão altas demais em comparação com o patrimônio? Vamos supor a seguinte situação abaixo:
  • Ativos:
Imóvel = R$ 200.000,00 Carro = R$ 20.000,00 Fundos de investimento = R$ 20.000,00 Total = R$ 240.000,00
  • Passivo:
Financiamento do imóvel = R$ 150.000,00 Outros tipos de empréstimo = R$ 30.000,00 Nesse caso, o total do patrimônio líquido seria de R$ 60.000,00, sendo o total de passivos de R$ 180.000,00. Um exemplo claro de um endividamento alto, na faixa dos 75% do total dos ativos. Voltar o foco em se empenhar a quitar as dívidas de curto prazo, como os empréstimos por exemplo, já traria a redução do passivo para 62,5%, aumentando o patrimônio para 90 mil reais. Caso o balanço patrimonial não houvesse sido realizado, a evidência dessa meta ficaria muito mais difícil de ser visualizada. O que poderia ocorrer, para citar um exemplo, é a empresa optar por fazer a compra de um veículo mais moderno. Já pensou?

E para um negócio que tem poucas dívidas, como fica?

Nesse caso, o foco deverá ser na gestão dos ativos, como, a avaliação do fundo de reserva e do quão ele é suficiente para seu propósito. Nesse caso, basta calcular a diferença entre os ativos líquidos e os débitos de curto prazo. O valor resultante, deve dar para cobrir as despesas correntes de algo entre seis e doze meses. Outra situação que o balanço patrimonial permite avaliar nesse caso, é a questão da diversificação dos investimentos. Investir em imóveis tem rendido pouco? É o momento de pesquisar novas formas de investimento com mais liquidez, e o melhor: Você sabe exatamente o quanto pode investir!

Quanto menor o intervalo, melhor

Normalmente, se recomenda que o cálculo do balanço seja feito de ano a ano, afinal, é necessário saber se o seu empreendimento tem se aproximado das metas estipuladas, se houve algum erro de planejamento orçamentário que precisa ser revisto, e até mesmo se as metas a serem alcançadas são plausíveis. Realizar o balanço patrimonial pode ser algo difícil, que leva tempo e dedicação. Mas saiba que o esforço vale bastante, tendo em vista que as decisões a serem tomadas a respeito do planejamento orçamentário da empresa serão muito mais assertivas. Agora que já sabe mais a respeito da importância do balanço patrimonial para as melhores práticas de gestão, compartilhe conosco as suas dúvidas a respeito, e as suas experiências aproveitando os comentários!